Unidade das Centrais Sindicais na luta contra retirada de direitos!


Na manhã de terça-feira (26/7) na “Assembleia Nacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras por Emprego e Garantia de Direitos”, sindicalistas da NCST - Nova Central, CUT, CTB, Força Sindical, CGTB, CSP Conlutas e CSB lotaram o auditório do Espaço Hakka, na Rua São Joaquim, 460 – Liberdade, no centro de São Paulo e aprovaram um plano de lutas e propostas de combate aos retrocessos propostos na Previdência Social e Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) pela equipe do presidente interino Michel Temer (PMDB).


O presidente Nacional da Nova Central, José Calixto Ramos (Sr. Calixto), tanto na entrevista coletiva para a imprensa como no evento, disse que o momento requer muita responsabilidade e mobilização permanente do movimento sindical, pois já ficou nítido que a prioridade do Presidente em exercício, desde a sua posse, é o combate ao déficit público e aprovar no Congresso Nacional medidas “amargas” para todos os trabalhadores (as).

“Neste momento a água já chegou ao pescoço. Não podemos nos dar o luxo de alimentar quaisquer divergências. Nossos adversários se utilizam repentinamente da mentira de que para impulsionar o crescimento econômico do País é preciso mexer na CLT e Previdência Social. Se deixarmos, pela repetição, a mentira virar verdade, seremos cobrados implacavelmente pelos que deposita em nós a confiança para resolver seus problemas”, afirmou.

Ao dizer que Mudanças na Previdência são “inaceitáveis” para trabalhadores (as) recebeu calorosos aplausos. Assim que encerrou seu discurso, por unanimidade foi aprovado uma carta em que criticam a atuação do governo no combate ao desemprego, que segundo o IBGE, a taxa ficou em 11,2% no trimestre encerrado em maio. Isso equivale a uma desocupação de 11,4 milhões de pessoas.

Considerando a necessidade urgente do aumento dos níveis de emprego, as Centrais Sindicais convocam todos/as os/as trabalhadores/as para o Dia Nacional de Mobilização e Luta pelo Emprego e pela Garantia de Direitos, a ser realizado em 16 de agosto de 2016, em todo o Brasil e reivindicam a adoção das seguintes medidas, como formas de combater o desemprego, gerar mais empregos e manter os direitos e as conquistas dos trabalhadores e das trabalhadoras:

Propostas aprovadas:

Redução da taxa de juros que viabilizem a retomada do crescimento industrial;

Redução da jornada de trabalho para 40 horas semanais, sem redução de salários;

Retomada do investimento público e privado em infraestrutura produtiva, social e urbana, ampliando os instrumentos para financiá-la;

Retomada e ampliação dos investimentos no setor de energia, como petróleo, gás e fontes alternativas renováveis, em especial a Petrobrás e o Pré-Sal;

Destravamento do setor de construção, através de instrumentos institucionais adequados, que garantam a manutenção das atividades produtivas e dos empregos nas empresas do setor;

Criação de condições para o aumento e manutenção da produção e das exportações da indústria de transformação;

Adoção e aprofundamento de políticas que deem sustentação ao setor produtivo, de adensamento das cadeias e reindustrialização do país, com contrapartidas sociais e ambientais;

Incentivos às políticas de fortalecimento do mercado interno para incrementar os níveis de produção, consumo, emprego, renda e inclusão social.

 

Curso sobre Cálculos Trabalhistas e Previdenciários



Acontece nesta terça-feira (19) o segundo dia do Curso sobre Cálculos Trabalhistas e Previdenciários da FETRACONSPAR, dando continuidade às atividades iniciadas ontem. Em seu primeiro dia de atividades, os participantes puderam ter uma aproximação com o conteúdo que será desenvolvido pela professora, a Dra. Christina Pila Teles, tanto por meio de exposições teóricas e aprofundadas sobre a legislação envolvida nas questões que o curso pretende abranger quanto por meio de atividades práticas e discussões com os participantes do curso.

Em 2016, a Federação dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção e do Mobiliário do Estado do Paraná – FETRACONSPAR, presidida pelo companheiro Geraldo Ramthun, promove mais uma edição do Curso sobre Legislação Trabalhista e Previdenciária para os trabalhadores dos seus sindicatos filiados.


Em situações de litígio trabalhista ou abuso dos trabalhadores por parte de empresas e empregadores, o conhecimento das leis em suas minúcias e de jurisprudência análoga pode ser determinante para que os sindicatos possam proteger adequadamente os trabalhadores, salvaguardando seus direitos e seu bem-estar. Esse o entendimento da FETRACONSPAR, que norteia todas as suas iniciativas de formação interna nas entidades sindicais e faz desse curso uma atividade de notória importância.

 

Dividido em dois módulos, sua primeira parte terá início na tarde desta segunda-feira (18/07), na colônia de férias da Federação, em Itapoá (SC), estendendo-se até a sexta-feira (22/07). A última metade acontecerá, na semana seguinte do dia 25 ao dia 28, dessa vez em Curitiba (PR), na Nova Sede da FETRACONSPAR.


Contando com 22 trabalhadores inscritos de 11 sindicatos filiados, o Curso sobre Legislação Trabalhista e Previdenciária será ministrado em sua totalidade pela advogada especialista em Direito e Processo Civis, a Dra. Christina Pila Teles.


A colônia de férias da FETRACONSPAR se localiza na Rua Senhor Bom Jesus, n.º 2560, bairro Pontal Norte, Balneário Brandalize, em Itapoá (SC). O telefone para contato é (47) 3443-6304.


O endereço da nova sede da FETRACONSPAR é Rua Francisco Torres, n.º 427, Cento, Curitiba (PR). O número de telefone é (41) 3264-4211.



 

Sintrapostos Maringá inaugura sua nova sede

13709529 1041456865889459 846519378 o

O  Sindicato dos Frentistas de Maringá/PR- Sintrapostos-MGÁ - entidade filiada à Nova Central Sindical do Paraná/PR,  inaugura nesta sexta-feira (15) sua nova sede.

Marcado para as 18h30, o evento, que inclui jantar e uma atração musical, é  aberto aos trabalhadores da entidade. Confirmaram presença Francisco Soares de Souza, presidente da Federação Nacional dos Frentistas – Fenepospetro-, Eusébio Pinto Neto, secretário geral da Fenepospetro e presidente do Sinpospetro do Rio de Janeiro, as lideranças dos 5 sindicatos da categoria do Paraná-PR, entre outros  dirigentes  dos frentistas e de  demais entidades. 

De acordo com Odair José, presidente do Sintraposto/MGÁ,  a infraestrutura do novo imóvel alugado permitirá ao sindicato ampliar sua  capacidade  de atendimento aos trabalhadores . Situado na  Av. Brasil,957, Zona 3, a nova sede, uma  casa de mais de 100 m2 de construção dispõe de  sala de recepção, sala da presidência, secretaria, sala de homologação e do jurídico, refeitório e um  espaço para descanso dos funcionários.Os fundos do imóvel abriga a  área  onde acontecerá  o evento de inauguração.

O Sintraposto - MGÁ foi fundado em 2011 como subsede da Fenepospetro. Com a obtenção em março deste ano do  Registro Sindical,  a entidade com abrangência  em 117 municípios das regiões norte e noroeste do Paraná-PR  passou a ser legítima representante de quase cinco mil trabalhadores. A categoria conquistou, no encerramento em junho da  Campanha Salarial unificada entre os 5 sindicatos do Estado, reajuste de 10,40% nos salários , hoje em  R$ 1.449,50 (já incluída a periculosidade), aumento  de 12% no vale - alimentação, que vai a  R$ 413,50,  e de  21% na PLR- Participação nos Lucros e Resultados. 

 

 

Curso de aperfeiçoamento sobre cálculos trabalhistas e rescisões de contratos de trabalho

14-07-2016-IMG_4843.jpg


Encerraram-se nesta quinta-feira (14/07) as atividades da segunda turma do Curso de Aperfeiçoamento sobre Cálculos Trabalhistas e Rescisões de Contratos de Trabalho, ministrado pela Dra. Christina Pila Teles. Promovido pela Federação dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção e do Mobiliário do Estado do Paraná – FETRACONSPAR, o curso contou com a participação de 20 inscritos que, ao longo de quatro dias, puderam aprimorar seu domínio sobre  a legislação trabalhista aplicada aos contratos de trabalhadores e os procedimentos para realizar com precisão eventuais rescisões.

13-07-2016-IMG_4666.jpg

Durante a manhã, os alunos puderam sanar suas últimas dúvidas com a professora e receberam seus certificados. Na ocasião, foi realizado o tradicional registro fotográfico dos participantes dos eventos, com a participação do Secretário Geral da Federação, Reinaldim Barboza Pereira, e do Secretário de Finanças, Denilson Pestana da Costa, e a gravação do grito de guerra da FETRACONSPAR.

 

Leia mais...
 

Patrões querem a escravidão de volta

 

Por Denílson Pestana* 


Na semana passada, após uma reunião com o presidente interino Michel Temer, o presidente da CNI – Confederação Nacional da Indústria, Robson Braga de Andrade, propôs mudanças nas leis trabalhistas e previdenciárias.

Entre outras insanidades, o líder empresarial defendeu a mudança da carga horária semanal de trabalho para 80 horas. Trocando em miúdos, Andrade só faltou falar em voltarmos ao regime de escravidão.

Que o Brasil tem sérios problemas a resolver, ninguém duvida. No entanto, não podemos e não vamos aceitar que a classe trabalhadora, como tem acontecido ao longo da história, pague a conta dos erros cometidos pelos governantes.

A Nova Central Sindical de Trabalhadores, junto com outras centrais, tem defendido a redução da carga horária semanal de 44 para 40 horas semanais.

E não é só no Brasil que o sistema capitalista enfrenta problemas. Quem acompanha o noticiário internacional sabe que o capitalismo está em crise em escala planetária. Sabe, também, que o capital só sabe penalizar o trabalho em suas crises.

Por isso, reafirmo meu compromisso de lutar, intransigentemente, todos os dias de minha vida, para que a classe trabalhadora não seja punida pelas estripulias dos governantes e do poder econômico.


* Denílson Pestana é presidente da Nova Central Sindical da Trabalhadores do Estado do Paraná.

 

FILIE-SE

reducao-jornada-ncst2

carteira-assinada-ncst

filie se

Quem está online?

Nós temos 284 visitantes online

Acesso Restrito

Rede NCST Sindical

ncst-rede