CNI e sua agenda antagônica com as demandas do Mundo do Trabalho

Na semana passada, quarta-feira (29), a Confederação Nacional da Indústria (CNI) lançou, como faz desde 1995, a 16ª edição da Agenda Legislativa da Indústria. Seu conteúdo repercute no mundo empresarial, político e do trabalho.

A agenda empresarial no Congresso é antagônica à do trabalho, pois os temas centrais dos representantes do capital, ainda que seja o produtivo, bate de frente com as demandas dos trabalhadores no Legislativo federal. Para se ter uma ideia desse antagonismo reproduzimos abaixo artigo do presidente da CNI, Robson de Andrade, publicado originalmente no jornal Valor Econômico desta quarta-feira (6), sob o título "Competitividade, já!".

"Entre os projetos que atentam contra a competitividade da economia brasileira, os exemplos mais notórios são as propostas de recriação da CPMF e de redução da jornada de trabalho de 44 para 40 horas semanais", fustiga Andrade.
Leia mais...
 

Para atrair jovens, salários na construção civil deverão aumentar, diz FGV

O economista Marcelo Neri, coordenador do Centro de Pesquisas Sociais (CPS) da Fundação Getulio Vargas (FGV) prevê alta generalizada de salários e melhorias das condições de trabalho na construção civil como forma de atrair trabalhadores jovens para o setor, que sofre com apagão de mão de obra por causa de forte demanda.

Na pesquisa "Trabalho, educação e juventude na construção civil", encomendada pelo Instituto Votorantim, o pesquisador constata que "a construção civil está cada vez mais se tornando um setor de meia idade".

Entre 1996 e 2009, a participação de trabalhadores de 15 a 29 anos no setor caiu de 36,5% para 29,2%. É nessa faixa que estão os profissionais com maior escolaridade, com média de 8,06 anos de estudo, ante 4,78 anos de estudo entre os com mais de 40 anos.
Leia mais...
 

Audiência no MPT discute soluções para as filas de caminhões rumo ao porto de Paranaguá

mpt_internaNesta segunda-feira (04/04) foi realizada uma audiência na sede da Procuradoria Regional do Trabalho da 9.ª Região em Curitiba para discutir soluções para a fila de caminhões para o porto de Paranaguá.

Convocada pelo procurador Gláucio Araújo de Oliveira, a audiência contou com a participação da Fetropar (motoristas empregados), Sindicam-PR (motoristas autônomos), Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), Polícia Rodoviária Federal, Ecovia, Associação Brasileira das Concessionárias de Rodovias (ABCR) e Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa).

Última atualização ( Qua, 06 de Abril de 2011 00:11 ) Leia mais...
 

Paulo Paim: grupo vai propor alterações ao projeto do Estatuto do Motorista

paim_internaO senador Paulo Paim (PT-RS) anunciou nesta segunda-feira (4) que será formado um grupo de trabalho para discutir e propor alterações ao projeto de lei que institui o Estatuto do Motorista (PLS 271/08), de sua autoria. Ele informou que o grupo será composto por representantes de trabalhadores, empresários e governo.
Leia mais...
 

STIC Civil de Francisco Beltrão realiza assembléia

sticivil_fbO SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS DA CONSTRUÇÃO CIVIL, DE OLARIA, DO CAL E GESSO, DE LADRILHOS HIDRÁULICOS E PRODUTOS DE CIMENTO, DE ARTEFATOS DE CIMENTO ARMADO, DE CERÂMICA PARA CONSTRUÇÃO, MÁRMORES E GRANITOS, OFICIAIS ELETRICISTAS E TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS, GÁS E HIDRÁULICAS DE FRANCISCO BELTRÃO. (STIC Civil de Francisco Beltrão), presidido pelo companheiro  OSMAR KRIGER, realizou em Francisco Beltrão; no último dia 02/04/2011, assembléia geral da categoria, onde foi dado início as discussões sobre a pré-pauta de reivindicações da convenção coletiva de trabalho com data-base no mês de Junho.
Última atualização ( Qua, 06 de Abril de 2011 00:10 ) Leia mais...
 

FILIE-SE

reducao-jornada-ncst2

carteira-assinada-ncst

Quem está online?

Nós temos 2289 visitantes online

Acesso Restrito

Rede NCST Sindical

ncst-rede