A imagem pode conter: ‎texto que diz "‎CONVITE FÓRUM ESTADUAL DE LIBERDADE SINDICAL PARANÁ AUDIÊNCIA PÚBLICA DAASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO PARANÁ "A exposição ao risco dos trabalhadores paranaenses durante a pandemia do Coronavírus" FRENTE PARLAMENTAR DO CORONAVÍRUS DATA: Quarta-feira 16 de setembro HORA: 14h30 Transmissão pela TV Assembleia (10.2 canal aberto, 16 da Net), facebook, twitter e youtube da ALEP) CSB Realização: MPT Trabathe neParana CTB NGE CNIIAL CUT シע일 PUBLICA PARARLA DREESE morsasnn‎"‎

 

Saiu na Imprensa

Sintricomu realiza o 8º Torneio de truco em Umuarama

phoca thumb l 2

Em comemoração ao dia 1º DE MAIO – DIA INTERNACIONAL DO TRABALHO, o SINTRICOMU - Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção e do Mobiliário de Umuarama, presidido pelo companheiro MARCOS ANTONIO BERALDO, realizou na sua sede campestre, situada á Rua dos Liziantos, 2002 no parque das Jabuticabeiras com apoio da FETRACONSPAR, NCST e a CONTRICOM o 8º Torneio de Truco com 60 duplas inscritas.


Ainda houve confraternização com os jogadores e aos trabalhadores que foram prestigiar o evento, ainda ocorreram sorteios de brindes aos inscritos da categoria. 

CAMPEÃO
ROGERIO ROBERTO DIGERONIMO DE ALMEIDA–  Estofados Paraná 
HELIO APARECIDO DA SILVA - Estofados Paraná 

VICE CAMPEÃO
RENILSON FERNANDES DELPHINO – Estofados Hellen 
JOSIAS GONÇALVES DE ARAUJO – Estofados Hellen 


3º COLOCADO
LUIZ HENRIQUE DE FREITAS – Atha Engenharia
JONES RODRIGUES DOS SANTOS – Atha Engenharia 

DSCN2734

 

Audiência Pública debate a reforma da Previdência Social

alep1

A audiência pública, na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), em Curitiba, discutiu na manhã desta sexta-feira (31) a reforma da Previdência Social, proposta pelo governo federal. Centenas de Sindicalistas estiveram no Plenário da Casa acompanhando a audiência, que foi convocada pelo deputado estadual Requião Filho (PMDB) em parcerias com as Centrais Sindicais do Estado do Paraná.


Participaram da audiência os senadores, Roberto Requião (PMDB-PR), Gleisi Hoffmann (PT-PR) e Paulo Paim (PT-RS). Representando a NCST, estiveram os senhores Denílson Pestana da Costa - Presidente Estadual, Geraldo Ramthun - Diretor de Organização Sindical Nacional e Moacyr Roberto Tesch Auersvald - Secretário Geral da NCST.


alep2

Última atualização ( Sex, 31 de Março de 2017 16:13 )
 

Ministro do Trabalho recebe propostas das centrais sobre Reforma Trabalhista



Representantes das Centrais Sindicais (Nova Central, UGT, CSB e Força Sindical) se reuniram quarta-feira (29/3) com o ministro Ronaldo Nogueira do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), e entregaram propostas de mudanças ao Projeto de Lei (PL 6787/2016) que tramita na Comissão Especial da Câmara dos Deputados e versa sobre Reforma Trabalhista.


No encontro, estiveram representando a NCST, os senhores Geraldo Ramthun - Diretor de Organização Sindical da NCST e José Calixto Ramos - Presidente Nacional da entidade. Segundo Calixto, os sindicalistas solicitaram para que o ministro apresente um parecer técnico com recomendações de veto, ao Projeto de Lei (PL 4230/1998), que trata da terceirização e que está prestes a ser sancionado pelo presidente, Michel Temer (PMDB).

“Somos contra este projeto por ser sinônimo de mortes, acidentes e precarizador das condições de trabalho. Uma pesquisa da Confederação Nacional da Indústria comprova que, na verdade, para 91% das empresas que defendem esta forma de contratação, o que mais interessa é a redução de custo no processo produtivo. Ao invés de resolver os conflitos trabalhistas ele vai triplicar ações na Justiça do Trabalho”, relatou.

Devido a Nova Central não concordar com as mudanças no Artigo 611 da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), que prevê regulamentar o negociado sobre o legislado, foram entregue duas propostas que serão analisadas por técnicos do ministério que ficaram de sistematizá-las até o dia 4 de abril, data da próxima reunião.

 

SEMINÁRIO NACIONAL: Desafios e Perspectiva da Previdência Social no Brasil.

IMG 3517

O Presidente da Nova Central Sindical de Trabalhadores do Estado do Paraná, DENÍLSON PESTANA DA COSTA,  participa na tarde desta segunda-feira (27), do Seminário Nacional: Desafios e Perspectivas da Previdência Social no Brasil. O objetivo do evento realizado pela Fetropar e o Instituto São Cristóvão (ISC), entre 27 e 29 de março, é discutir sobre as mudanças previdenciárias propostas pelo governo federal. É esperada uma grande presença de trabalhadores e sindicalistas para debater sobre o tema.

Caso seja aprovada, a Reforma da Previdência trará diversos prejuízos para o trabalhador brasileiro. A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287/2016 irá modificar os pilares da Previdência Social, causando retrocessos em direitos conquistados historicamente pela população.

Confira a programação dos três dias de evento: 

Leia mais...
 

Manifestação contra as reformas do Temer

IMG 3306

Presidente da NCST-PR e Secretário de Finanças da FETRACONSPAR teve destaque na manifestação que tomou a capital paranaense.

Desde que se iniciaram as discussões sobre alterações nas leis que alicerçam os benefícios previdenciários e as regras que protegem as condições de trabalho no Brasil, vinculada a uma alegada necessidade de modernização e à argumentação da urgência econômica, houve a advertência de que a população não aceitaria passivamente as decisões do Poder Público. Ontem, dia 15 de março de 2017, o mundo todo presenciou o cumprimento do que foi advertido, diante da falta de respeito à manifestação popular e à inviabilização do diálogo durante o processo que afetará a vida de todos, sobretudo dos que não gozam das benesses comuns aos membros da classe política.


Em todo o país, a população civil se articulou e diversas categorias aderiram à paralisação coletiva, com o intuito de ir às ruas e forçar as Casas Legislativas nacionais e o Governo Federal a descartarem as propostas Reforma da Previdência e Reforma Trabalhista. Aderiram ao Ato Nacional professores municipais e estaduais, motoristas e cobradores de ônibus, metroviários, metalúrgicos, trabalhadores do ministério público e demais categorias do funcionalismo e  diversas outras categorias profissionais, além de estudantes e outros representantes da população em sua mais ampla pluralidade.

15 03 2017 IMG 3404

Na manhã de ontem, a Assembleia Legislativa do Estado do Paraná recebeu deputados estaduais, representantes do Ministério Público Estadual e representantes de diversas entidades sindicais para uma audiência pública que debateu a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) n.º 287/2016, apresentando argumentos à proposta elaborada pelo Governo Federal e dados contrários aos usados para justificar as mudanças compreendidas por ela. A iniciativa do debate partiu do deputado Anibelli Neto (PMDB), que coordena a Frente Parlamentar em Defesa dos Trabalhadores do Campo e da Cidade, e acredita ser inviável qualquer tomada de decisão, sobretudo a retirada de benefícios populares que impactariam principalmente as camadas econômicas mais baixas da sociedade, sem que sejam considerados todos os argumentos e levantadas todas as possibilidades de ajustes que não venham a prejudicar os trabalhadores.

 

Na ocasião, os presentes tiveram a oportunidade de acompanhar a fala do Presidente da Nova Central Sindical de Trabalhadores do Paraná (NCST-PR) e Secretário de Finanças da Federação dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção e do Mobiliário do Estado do Paraná (FETRACONSPAR), Denilson Pestana da Costa. O líder sindical expressou sua profunda desaprovação à recusa de diálogo do Governo e a rigidez com que as alternativas levantadas para a PEC vêm sendo consideradas, impossibilitando a chegada a uma solução mais benéfica para a população. 

Co
m o encerramento da apresentação do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE), que trouxe dados econômicos que contradizem as informações oficiais, e das exposições dos convidados à mesa e à tribuna, foi elaborado um documento, ratificado por mais de 15 entidades, que pede o amplo debate sobre a reforma previdenciária, registra a preocupação de todos com as possíveis implicações negativas para a população que alterações arbitrárias podem provocar e repudiando o modo como o assunto vem sendo conduzido pelo Governo Federal.

IMG 3219

 

 

 

FILIE-SE

reducao-jornada-ncst2

carteira-assinada-ncst

Quem está online?

Nós temos 962 visitantes online

Acesso Restrito

Rede NCST Sindical

ncst-rede