Fetropar e sindicatos filiados alcançam reajuste médio de 11,76% nos pisos dos trabalhadores em empresas de transporte de cargas

00---setcepar2010Após várias reuniões de negociação com o Sindicato das Empresas de Transporte de Cargas no Estado do Paraná (Setcepar), a Federação dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Estado do Paraná (FETROPAR) e seus sindicatos filiados chegaram a um consenso sobre a renovação da Convenção Coletiva de Trabalho dos trabalhadores do setor, garantindo um ótimo reajuste salarial.

De acordo com o secretário de Negociações Coletivas e Jurídico da Federação, José Aparecido Faleiros, o grande avanço da negociação foi o reajuste dos pisos salariais. “Alcançamos a média percentual de reajuste nos pisos de até 11,76% em relação a 2009”, explica. Aos demais trabalhadores, que ganham um salário superior ao piso, o reajuste foi de 6,5%, ou seja: a reposição da inflação (INPC) + aproximadamente 1% de aumento real. 


Na análise do economista do Dieese, Sandro Silva, o reajuste dos pisos foi excelente. “Os pisos tiveram um aumento superior ao do salário mínimo. Fazendo essa comparação, constatamos que foi um reajuste muito bom para os trabalhadores. O aumento real foi de 5,94%”, diz Sandro.

Para o presidente da FETROPAR, Epitácio Antonio dos Santos, a negociação deste ano proporcionou um bom avanço econômico para a categoria, principalmente por alavancar o salário dos funcionários que recebem o piso mínimo da categoria.

Confira abaixo como ficaram os pisos, a partir de maio de 2010, por função dos trabalhadores em empresas de Transporte de Cargas Logísticas e Multimodal e Malotes do Estado do Paraná:

 

Função Piso salarial
Motorista carreteiro R$ 1.120,00
Motorista de truck R$ 925,00
Motorista de toco R$ 865,00
Motorisra de malotes R$ 976,00
Demais motoristas R$ 810,00
Operador de empilhadeira R$ 775,00
Conferentes de cargas R$ 775,00
Vigia guardião R$ 730,00
Auxiliar de escritório R$ 688,00
Ajudante de motorista R$ 688,00
Auxiliar de transporte, coletador,
entregador e movimentador de mercadorias
R$ 688,00

*A média percentual de aumento sobre os pisos em relação a 2009, foi de 11,76%.

 

REEMBOLSO DE DESPESAS – (DIÁRIAS): O valor da diária ficou em R$ 32,70, sendo assim dividido: R$ 11,00 para almoço; R$ 11,00 para jantar; R$ 5,50 para café e R$ 5,20 para pernoite. No caso de motorista em viagem ao exterior, esses valores serão dobrados, ou seja: R$ 65,40.

TICKET REFEIÇÃO: Todas as empresas fornecerão o Ticket Refeição ou Vale Alimentação para todos os seus empregados, no valor de R$ 7,80 cada, independentemente do setor de trabalho. Somente deixarão de fornecer o Ticket, aquelas empresas que fornecem refeições nas dependências da empresas, ou em restaurantes conveniados.

AUXÍLIO FUNERAL: No valor de R$ 3.000,00, quando houver falecimento do empregado.

DEMAIS EMPREGADOS: Aos empregados que não tem piso fixado em Convenção Coletiva de Trabalho, o aumento foi de 6,5% sobre o salário de Maio/2009.

FIQUE LIGADO!
COMPANHEIROS: FIQUEM ATENTOS AOS PISOS SALARIAIS E COBREM AS DIFERENÇAS DO SALÁRIO, TICKET REFEIÇÃO E DIÁRIAS DO MÊS DE MAIO QUE NÃO FORAM PAGAS. EM CASO DE DÚVIDAS, ENTREM EM CONTATO COM O SINDICATO  DA SUA REGIÃO.

Última atualização ( Seg, 21 de Junho de 2010 11:13 )  

filie se

Acesso Restrito

Rede NCST Sindical

ncst-rede