STF recebe ação para que Maia analise pedido de impeachment de Bolsonaro

Jurista José Rossini Campos do Couto Correa, ex-conselheiro da OAB, acusa Bolsonaro de uma série de crimes e pede para que o STF determine a análise do impeachment do capitão da reserva diante da omissão do presidente da Câmara


Ex-conselheiro da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), o jurista José Rossini Campos do Couto Correa protocolou nesta segunda-feira (20) uma ação junto ao Supremo Tribunal Federal (STF) para que a Corte determine a análise de um processo de impeachment contra o presidente Jair Bolsonaro.


Na ação, Correa pede para que o Supremo dê 15 dias ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), para que ele analise o pedido de impeachment que o jurista protocolou na Casa. Fora seu pedido, a Câmara já recebeu outras três ações que pedem o impedimento de Bolsonaro.


Em seu pedido, Correa acusa Maia de omissão ao não analisar nenhum dos pedidos. “A omissão do Excelentíssimo Sr. Presidente da Câmara dos Deputados em colocar termo aos abusos e reiterações delitivas quanto aos reiterados crimes de responsabilidade, demanda pronta resposta por parte deste Supremo Tribunal Federal”, escreveu na ação.


O jurista acusa Bolsonaro de quebra de decoro, ataques contra jornalistas, contrariedade às orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e apoio a atos que pedem o fechamento do Congresso e o STF.

Fonte: RevistaForum

 

Acesso Restrito

Rede NCST Sindical

ncst-rede