Live do 1º de Maio terá shows musicais, reflexão política e ação social



Pela primeira vez na história, as Centrais Sindicais vão fazer uma comemoração on-line do 1º de Maio Unificado. O evento será transmitido ao vivo pelas redes sociais de diversas entidades sindicais e movimentos sociais, das 10 às 14 horas.


O formato virtual segue as orientações das autoridades sanitárias, que preconizam o isolamento social para evitar aglomerações e assim a propagação do novo coronavírus - que já contaminou mais de 50 mil pessoas no Brasil, com quase 4 mil mortos.


O tema da comemoração do Dia do Trabalhador este ano será “Saúde, Emprego, Renda: um novo mundo é possível com solidariedade”. Segundo João Carlos Gonçalves (Juruna), secretário-geral da Força Sindical, além de reivindicar direitos, as Centrais e movimentos sociais pretendem estimular a reflexão sobre a importância da classe trabalhadora se unir na defesa da democracia - hoje duramente atacada pelo governo Bolsonaro.


“É fundamental fazermos um ato o mais amplo possível do ponto de vista da democracia, que nesse governo está deixando a desejar. Por isso, vamos ampliar as participações. Mas estamos convidando personalidades e políticos que estão ao lados dos trabalhadores. Queremos fazer um leque de alianças para combater esses ataques que vêm do Planalto", afirma Juruna.


Wagner Gomes, secretário-geral da CTB, também é um dos organizadores do evento. O dirigente lembra que o formato é inovador para as Centrais, que estão empenhadas em levar ao público muito conteúdo político, música e ações solidárias.


O dirigente explica que as intervenções políticas serão gravadas e os artistas se apresentação ao vivo de suas casas. Entre os convidados, estão Chico Buarque, Alceu Valença, o rapper Mano Brown, Leci Brandão e Zélia Duncan.


Religião - Líderes religiosos também foram convidados. Há inclusive a possibilidade de que o Papa Francisco envie uma mensagem aos trabalhadores brasileiros.

Ação social - Ao longo da atividade, os sindicalistas vão arrecadar e distribuir alimentos e produtos de higiene para ajudar quem está em casa e não tem como trabalhar e conseguir renda para se manter.


Transmissão - O site da Agência Sindical divulgará os preparativos do 1º de Maio pela internet e fará a transmissão do evento por meio de suas redes sociais.

Fonte: Agência Sindical

 

Acesso Restrito

Rede NCST Sindical

ncst-rede