Juiz autoriza uso de dinheiro de TAC para compra de EPI para Manaus

E-mail Imprimir PDF

SITUAÇÃO EMERGENCIAL

 


O juiz Lucas Pasquali, da 16ª Vara do Trabalho de Manaus, determinou a liberação de R$ 114 mil para a compra emergencial de macacões impermeáveis para profissionais que estão na linha de frente do combate ao coronavírus. 

A decisão desta segunda-feira (18/1) atende a pedido do Ministério Público do Trabalho. Os procuradores do trabalho pediram que fosse transferido à empresa Mery Malhas Confecções 50% do valor cobrado para a confecção do material de proteção para a aquisição de 600 EPIs (macacões tipo impermeável).

O dinheiro é proveniente de multa depositada em uma conta judicial pela empresa Breitener Energética Tambaqui no trâmite de um Termo de Ajustamento de Conduta. O valor da dívida é de R$261 mil, que corresponde à multa do TAC.

Na decisão, o juiz disse aguardar a manifestação do MPT sobre a destinação do saldo remanescente na conta (R$ 147 mil).

Clique aqui para ler o despacho
TAC 0000532-07.2014.5.11.0016

 

 

Acesso Restrito

Rede NCST Sindical

ncst-rede