Notícias NCST/PR

Toma posse a nova diretoria do SISMUF

A imagem pode conter: 12 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé

O Presidente da Nova Central Sindical de Trabalhadores do Estado do Paraná, DENÍLSON PESTANA DA COSTA, participou na manhã desta sexta-feira (12), da cerimônia de posse da nova diretoria do SISMUF- Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Fazenda Rio. 

A Chapa vencedora das eleições que ocorreram no dia 29 de novembro de 2017 tem como presidente a companheiro FABIANA APARECIDA FRANCO RODRIGUES. 

A imagem pode conter: 6 pessoas, pessoas sorrindo, área interna

 

Fórum de Combate aos Atos Antissindicais do Paraná

25353795 10209125836456897 5770286288418807210 n
Denílson Pestana da Costa  - Presidente da NCST/PR

Estiveram presentes na manhã desta quarta-feira (13) na sede da Procuradoria Regional do Trabalho da 9ª região, dezenas de sindicalistas do estado, para participarem de reunião voltada à criação do Fórum de Combate aos atos Antissindicais do Paraná.

O evento convocado pelo Procurador do Trabalho Dr. Alberto Emiliano de Oliveira Neto, teve a presença de importantes representantes do movimento sindical paranaense, que demonstraram unidade na resistência ao desmonte dos direitos trabalhistas impostos pelo setor patronal através das “reformas” do ilegítimo governo Temer, reformas estas que vieram para implodir os diretos dos trabalhadores.

A instalação do Fórum se dará no início de 2018, e a próxima reunião do grupo ficou agendada para o dia 18/01/2018. 

25188760 10209125834776855 7473783981884901977 o
Companheiros integrantes da NCST/PR

25188622 10209125833416821 5133668744902520298 o

 

Posicionamento da NCST frente falsas acusações de acordos espúrios diante proximidade de votação para a “reforma” da Previdência

Presidente da Nova Central Sindical de Trabalhadores repudia, em nota, afirmações equivocadas reproduzidas pela grande imprensa. 




Companheiros e companheiras,

É com muita indignação que venho, por meio desta nota oficial, esclarecer qualquer dúvida a respeito de falsas notícias reproduzidas em grandes veículos da imprensa nacional, que buscam, na verdade, jogar a opinião pública contra o movimento sindical, num momento decisivo, onde o desmonte do sistema previdenciário está na agenda do governo.

Reafirmo nosso posicionamento firme contra este que reconhecemos como um dos maiores e mais graves ataques ao direito legítimo de proteção social depois de tantos anos de contribuição dos trabalhadores ao conjunto de riquezas acumulados pelo Estado. Compreendemos a lógica de que toda e qualquer riqueza emerge da atividade laboral da classe trabalhadora.

Num país onde, segundo Boletim de Política Fiscal do Banco Central, foram direcionados, somente nos últimos 12 meses, R$ 414 bilhões somente para o pagamento de juros e amortizações de uma dívida pública onde recaem fortes suspeitas de fraude e especulação; não podemos jogar na conta da Previdência Social a “responsabilidade” pelo “desequilíbrio fiscal” tão propalado pelo governo.

A Nova Central, mantendo sua coerência histórica na defesa dos mais legítimos interesses da classe trabalhadora, não vai se calar diante de tal inverdade e não fará sala para discursos hipócritas que buscarem arranhar nossa credibilidade enquanto entidade sindical. Não compactuamos com a afirmação de que recursos indevidamente bloqueados pela Caixa Econômica Federal representariam, na verdade, uma espécie de “moeda de troca” com o governo, sobretudo por estarmos seguros da legalidade dessa dívida para com as entidades sindicais. Reafirmamos nossa posição de não ceder a nenhuma pressão que vise frear nosso ímpeto e nossa luta em defesa da Previdência Social brasileira.

José Calixto Ramos
Presidente da Nova Central Sindical de Trabalhadores- NCST

 
Página 10 de 196

Acesso Restrito

Rede NCST Sindical

ncst-rede