Bolsonaro nomeia esposa de líder do governo como conselheira da Itaipu

E-mail Imprimir PDF

O presidente da República Jair Bolsonaro nomeou Cida Borghetti, esposa do líder do governo na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR), para o cargo de conselheira da Itaipu. De acordo com a binacional, o  salário mensal de conselheiro é de cerca de R$ 25 mil. O colegiado reúne-se a cada dois meses ou em convocação extraordinária.

Cida foi governadora do Paraná e ocupará a vaga do ex-ministro Carlos Marun, nomeado assessor na Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso do Sul.

 

O decreto de nomeação foi publicado nesta quinta-feira (6) no Diário Oficial da União. O mandato de Cida no conselho da binacional vai até maio de 2024.

O conteúdo deste texto foi publicado antes no Congresso em Foco Premium, serviço exclusivo de informações sobre política e economia do Congresso em Foco. Para assinar, entre em contato com  Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. .

Essa é a terceira mudança no conselho em menos de dez dias. Em 28 de abril, Rodrigo Limp, presidente da Eletrobras, assumiu no lugar de Wilson Ferreira Júnior. No dia 30 de abril, Bolsonaro exonerou Otávio Brandelli da função de representante do Ministério das Relações Exteriores do Brasil (MRE) no conselho e ele foi substituído pelo ministro chefe da pasta, Carlos Alberto Franco França.

Leia a íntegra da nomeação:

 
 
 

Acesso Restrito

Rede NCST Sindical

ncst-rede