Mercado aumenta projeção de inflação pela sétima semana, para 5,24%

E-mail Imprimir PDF

Com a previsão, a inflação projetada para 2021 bate no teto da meta definida pelo Conselho Monetário Nacional (CMN).

 

O mercado financeiro aumentou a projeção de inflação para 2021 pela sétima semana consecutiva. Segundo o boletim Focus, pesquisa semanal do Banco Central, a inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) encerrará o ano em 5,24%. Há uma semana, a projeção era de 5,15%.

Com a previsão, a inflação projetada para 2021 bate no teto da meta definida pelo Conselho Monetário Nacional (CMN). A meta para o IPCA é 3,75%, com margem de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo. Caso de fato encerre o ano em 5,24%, a inflação fica apenas 0,01 ponto percentual abaixo do teto. Também houve aumento da perspectiva de inflação para 2022, que passou de 3,64% para 3,67%.

Mantiveram-se as previsões para a taxa Selic neste ano e no próximo, respectivamente 5,5% ao ano e 6,5% ao ano.

 

O mercado financeiro ainda aumentou a previsão de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) em 2021, de 3,45% para 3,52%.

Tanto a projeção de maior crescimento econômico quanto a de um aumento da inflação têm relação com o boom das commodities, que são produtos básicos com cotação internacional. Estes produtos estão valorizados, o que traz perspectivas de negócios e movimenta alguns setores da economia nacional. As commodities em alta também impactam os preços ao consumidor, uma vez que isso significa que alguns insumos estão mais caros. Contudo, economistas alertam que o ciclo de valorização é um fenômeno temporário e, sozinho, não tem tração para levantar a economia.

 

Fonte: VERMELHO

https://vermelho.org.br/2021/05/24/mercado-aumenta-projecao-de-inflacao-pela-setima-semana-para-524/

 

Acesso Restrito

Rede NCST Sindical

ncst-rede