Indeferida primeira candidatura no Paraná

Claudemir Alves de Oliveira, o Tuca Alves, do Psol, foi o primeiro candidato a ter o registro indeferido pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE). O candidato a deputado estadual teve o registro negado em julgamento na sessão de ontem da Corte Eleitoral por não ter filiação partidária.

Segundo a assessoria de imprensa do TRE, Tuca Alves pode não estar registrado no partido ou ter o registro a menos de um ano, condição de elegibilidade para a Justiça Eleitoral.

O presidente estadual do Psol e candidato ao governo pelo partido, Luiz Felipe Bergmann disse que o partido irá recorrer TSE. Ele atribuiu o problema a um erro do TRE.

“O Tuca está filiado ao partido há quase dois anos. Mas o nome dele não apareceu no “filiaweb”, o sistema do TRE. E não foi só com ele que aconteceu isso. Tivemos casos de candidatos que disputaram a eleição de 2008 pelo partido e que não apareciam como filiados agora”, disse.

O secretário-geral do partido, Luiz Piva, responsável pelas filiações disse que a advogada do Psol entregou terça-feira ao TRE a ficha de filiação do candidato. “Fomos surpreendidos por esse indeferimento. Vamos recorrer porque apresentamos toda a documentação”, disse.

Piva, que é candidato ao Senado e disputou a última eleição municipal também culpa o sistema do TRE pelo erro. “Eu, mesmo já tendo disputado as eleições pelo Psol constava até pouco tempo como filiado ao PT”, disse.

Informado sobre o indeferimento de sua candidatura, Tuca Alves reagiu com surpresa uma vez que acreditava já ter esclarecido sua situação junto ao TRE. “Nem estava preocupado mais com isso. Mas temos todos os documentos, temos as provas que estou no partido há mais de um ano e meio. Vamos recorrer”, declarou.

 

Acesso Restrito

Rede NCST Sindical

ncst-rede